Ligações

Provas2018

TvSTicon

moodle1

 place1

 ementas

 logotipo eco escolas

28577844 1874253082587976 2754028324429898024 n  28577682 1874253895921228 875831273686888600 n

 

28576977 1874254565921161 3240588524035880389 n

 


Artigo publicado no Jornal da Madeira no dia 02/03/2018 18:22


"Já são conhecidas as seis escolas que vão passar à segunda fase das ‘Olimpíadas da Europa’, depois de terem sido apuradas na primeira etapa que decorreu durante a tarde de hoje no Colégio dos Jesuítas.
A Apel, a Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Santo António, a Básica e Secundária Padre Manuel Álvares, a Básica dos 2.º e 3.º Ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia, a Básica e Secundária de Machico e o CEPAM - Conservatório Escola Profissional das Artes da Madeira são os estabelecimentos que passaram. Estas escolas vão voltar a competir entre si no dia 18 de abril, em três eliminatórias, que vão apurar os dois estabelecimentos de ensino vencedores, elegendo um primeiro e um segundo lugares.
A escola que se sagrar vencedora terá como prémio uma viagem ao Parlamento Europeu, em Bruxelas, com todas as despesas incluídas, que será atribuída a 9 de maio, Dia da Europa. Nessa cerimónia também será anunciado o vencedor do ‘Concurso de Curtas-Metragens’, que conta, este ano, com a participação de 14 escolas.
Recorde-se que as ‘Olimpíadas da Europa’ estão inseridas no projeto educativo ‘IncluEuropa’, que já está na sua segunda edição e é uma iniciativa criada pelo Gabinete da eurodeputada Liliana Rodrigues e pela Secretaria Regional de Educação.
Hoje, no arranque das ‘Olimpíadas’, a parlamentar Liliana Rodrigues deixou uma mensagem em vídeo aos participantes, já que as condições meteorológicas que afetaram a Madeira não a permitiram deslocar-se ao Funchal. “Este ano, esperamos fortalecer um projeto que, no ano passado, superou as nossas expetativas, tanto a nível de adesão, como de conhecimento e da criatividade que os estudantes apresentaram”, frisou.
A eurodeputada sublinhou ser “fundamental darmos continuidade a esta dinâmica, para que, além do conhecimento e do saber, sejam cultivados e celebrados os valores do projeto europeu, nomeadamente a tolerância, a igualdade, a democracia e a diversidade. É isto a Europa”, sustentou.
“São vocês, os estudantes, os mais importantes embaixadores de uma União Europeia que continua a ser construída, são vocês, de facto, o futuro da Europa”, rematou, deixando também uma palavra de agradecimento aos professores que orientam os alunos, pelo “trabalho que têm feito e incentivo dos jovens”.
Por seu turno, o secretário regional da Educação, Jorge Carvalho, lamentou que dois princípios que têm sido defendidos pelo espaço europeu – a paz e a democracia – estejam a ser postos em causa em alguns territórios. “Em 2017, diminuíram os países no mundo onde se vivia em democracia. Por outro lado, a questão da paz vê-se significativamente ameaçada num conjunto de outros países”, apontou.
“Estes dois princípios são defendidos por este espaço europeu e devemos tê-los sempre presentes para a sociedade atual e para a futura”, apelou.
Por outro lado, o governante destacou a importância da participação no ‘IncluEuropa’ para “a formação dos alunos, além da possibilidade de os vencedores poderem visitar o Parlamento Europeu”."

 

Sofia Lacerda