Delegada de Grupo

Ana Vale

A nossa escola participou no concurso CriaPOESIA, Encontro Juvenil do Atlântico, um concurso de Poesia e Poesia Visual que vai na sua 4.ª edição e que pretende ser uma forma de dar voz aos jovens poetas-artista.

Alguns alunos do CEF Operador de Informática, 8ºD e 9ºD, sobre orientação das Professoras Ana Vale, Magda Lopes e Rita Fernandes, participaram no concurso em ambas as categorias.

Quase 600 pessoas, entre alunos, professores e elementos da organização embarcaram no navio ‘Lobo Marinho’ para uma viagem ao Porto Santo no dia 13 de maio.

 

Magda Lopes

 

poesia

Este trabalho insere-se na sequência didática da disciplina de  Português sobre o texto poético. Os alunos tinham como atividade criar um áudio ou um vídeo com um poema do manual de 9º ano.

 

Atividade didática da disciplina de  Português from tvsantoantonio on Vimeo.

 

O que é um livro? Que tem um livro para nos prender tanto? Talvez algo que, magnificamente, os aproxime de nós. Sim, é isso; os livros são como nós: têm sentimentos, vontades, saberes, temores

Desafiados a descobrir o que são os livros, o que têm os livros, o que os livros sentem, sabem, querem ou temem, os alunos (127) puseram-se a pensar (e a sentir) e escreveram e escreveram…

Das centenas de frases que criaram, foram selecionadas 88 para o concurso. Dessas, deixamos aqui algumas: as que o júri escolheu e outras que também nos agradaram particularmente e que merecerão ser lidas pela comunidade.

Os livros são como nós – Quem duvida?

Os livros são janelas para a nossa imaginação.

(Marco 8º D)

Os livros têm o poder de mudar o modo de viver de uma pessoa.

(Laura 9º B)

Os livros querem ser o combustível inesgotável para a nossa imaginação.

(Renata 7º A)

Os livros sabem encantar, comover e fazer sonhar.

(Laura Abrunho 8º D)

Os livros sentem as emoções das pessoas que os leem.

(Joana Carolina 9º B)

Os livros temem o fogo que lhes queima as palavras.

(Lília 9º B)

Os Livros sabem a histórias doces.

(Liliana, CEF Inf)

Os livros sentem que estão a ficar para trás.

(Edgar CEF Inf)

Os livros sentem o nosso toque, o nosso cheiro e a nossa respiração.

(Isabel 8º D)

Os livros têm os mesmos inimigos que os homens: o fogo, a humidade, os bichos, o tempo e o seu próprio conteúdo.

(Érica 8º D)

Os livros têm mil e uma palavras à espera de serem lidas.

(Cristina 8º D)

Os livros têm o mundo incorporado.

(Leandro Cef Inf)

Os livros têm dentro de si almas de pessoas especiais.

(Lília 9º B)

Os livros têm vontade de ser usados.

(Inês 9º A)

Os livros têm coração e sentimentos.

(Isabel 8º D)

Os livros são um portal para um universo onde o impossível é possível.

(Laura 9º B)

Os livros são livres.

(Débora Cef Inf)

Os livros são os mais silenciosos e constantes amigos, os mais acessíveis e sábios conselheiros, os mais pacientes professores.

(Érica 8º D)

Os livros são capazes de mudar a vida das pessoas.

(Sílvia 8º D)

Os livros são um mundo aberto.

(Gonçalo 9º A)

Os livros são a imaginação que te dá a mão.

(Maria 7ºA)

Os livros temem a escuridão do sótão.

(Laura 9º B)

Os livros temem o fogo que lhes queima as palavras.

(Lília 9º B)

Os livros temem não ser lidos.

(Ana 9º A)

Os livros temem maus leitores.

(Joana 9º A)

Os livros temem o esquecimento do seu tão grande valor.

( Tiago)

Os livros querem pensadores.

(Pedro Cef Inf)

Os livros querem um leitor.

(Beatriz 9º A)

Os livros querem sobreviver ao futuro.

(Diana Cef Inf)

Os livros querem ser observados, sentidos, explicados.

(Julião 9º B)

Os livros querem a nossa atenção, o nosso olhar e a nossa dedicação.

(Laura 8º D)

Os livros querem que os saibamos ler.

(Rodrigo 7º A)