Ligações

1 

moodle1

requisicoes_link.png

 place1

At

ementas

 

 logotipo eco escolas

As palavras existem para serem ditas, para comunicar, para transmitir sentimentos e emoções. Existem, também, para serem LIDAS. E LER é um ato de AMOR! É, precisamente, por esse motivo que nós, os dinamizadores do Projeto “Ler com Amor”, decidimos colocar, na página da escola, um excerto de um texto do escritor português José Saramago, que descreve as palavras com uma beleza, simplicidade e realismo capazes de encantar a nossa alma e fazer-nos refletir acerca da sua força, do seu poder.

“As palavras são boas. As palavras são más. As palavras ofendem. As palavras pedem desculpa. As palavras queimam. As palavras acariciam. As palavras são dadas, trocadas, oferecidas, vendidas e inventadas. As palavras estão ausentes. Algumas palavras sugam-nos, não nos largam: são como carraças: vêm nos livros, nos jornais, nos “slogans” publicitários, nas legendas dos filmes, nas cartas e nos cartazes. As palavras aconselham, sugerem, insinuam, ordenam, impõem, segregam, eliminam. São melífluas ou azedas. O mundo gira sobre palavras lubrificadas com óleo de paciência. Os cérebros estão cheios de palavras que vivem em boa paz com as suas contrárias e inimigas. Por isso as pessoas fazem o contrário do que pensam, julgando pensar o que fazem. Há muitas palavras.”.

José Saramago, Deste Mundo e do Outro, Caminho,1999

“Há muitas palavras.”. Guardemos esta: ESPERANÇA.